• Adilson Rodrigues

Há de ser cético e pragmático para sobreviver

Atualizado: 30 de Out de 2020



Há de ser cético, questionar das mil e uma artimanhas para levar o nosso suado dinheirinho. E como tem gente ingênua por aí! Acreditam em tudo:

· Que é possível colher sem plantar. Ganhar dinheiro sem trabalhar.

· Ficar rico com jogos de azar e com disque alguma coisa que pipocam por todo lado e haja dinheiro!

· Nas compras a crédito é uma lástima, paga-se três objetos e só levam um para casa, enquanto os outros dois vão para o crediário.

· No cartão de crédito e cheque especial, quando estourados, os juros são escochantes de até 400% ao ano contra uma inflação de 8% ao ano e olha que tem gente que fica com ele estourado no limite, a vida toda.

· Há empresários que privilegiam o maior prazo nas negociações e, às vezes, pagam 20 a 30% a mais por isso. Esqueceram que estão em um negócio ncompetitivo? Os fornecedores muitas vezes veem com aquela estória de que aquele preço super especial é “exclusivo para você para aquela exagerada quantidade. Então você faz a compra e só vende 10% do produto até o vencimento, e se atrasar a duplicata, da-lhe juros de até 80% ao ano e se persistir o atraso ela vai para cartório para você ficar esperto;

· Que pesquisar o novo perfil do consumidor, novos processos e tecnologias é só para o seu concorrente, você não precisa;

· Receber em sua loja cartão de crédito pagando 5% de taxa e tickets com 10% é normal, pois as grandes empresas os recebem de forma acentuada. Você sabe que taxas eles pagam?;

· Que tomar empréstimo no banco ou agiota disfarçado com aqueles jurinhos de80 a 150% a a para as eventualidades constantes é prático, é normal, como se beber veneno també o fosse;

· Que a melhor pessoa para cuidar da sua conta bancária é o gerente do banco que saberá onde aplicar o seu dinheiro, que taxa vai lhe dar, que despesas vai debitar em sua conta, etc, etc. Nem os animais são tão ingênuos assim, você já viu o galo deixar a raposa tomar conta do galinheiro para ele tirar uma folguinha?;

· Parece que temos uma verdadeira letargia para questionar, é como se fosse uma ofensa, um crime, um desrespeito, na verdade, somos imaturos do terceiro mundo.


HÁ DE SER PRAGMÁTICO: há que ser confiante, voltados para as ações práticas, crer nas coisas disponíveis que existem por aí, e acreditar:

· No trabalho inteligente, sério, criativo, que, com certeza levará aos resultados positivos;

· Nas velhas práticas de negociaçãode que com uma boa liquidez, pesquisa de preço na mão um forte relacionamneto com o fornecedor e sobretudo com competencia em negociação, tributos, composição de custos, vocè fará bons negócios;

· Que o endividamento acima de 50% do seu patrimônio líquido deve ser evitado;

· Se você vai ter dinheiro para pagar uma prestção alta, pode então, juntá-lo e comprar a vista, pagando com descontos compensatórios;

· O ideal é não endividar com taxas muito maiores que a inflação, há várias maneiras de conseguir dinheiro mais em conta, nos pancos: BDMG, BMDS, CAIXA, INSTITUIÇÕES INTERNACIONAIS, que tem dinheiro mais em conta, é só negociar, alem de outras formas, dependendo do porte da sua empresa, só que não vão te oferecer isso praa você, (esses emprestimos especiais, são conseguidos à ;pforcepis e mto conhecimento seu para cobrá-los);

· Buscar uma saudável parceria com o fornecedor que tem política de distribuição mais justa e horizontalizada, negociando “olho no olho”, pode ser bastante vajoso para todos;

· Pesquisar, acreditar em novos perfis de sonsumidores; o aumento das mulheres que trabalham fora, das pessoas na terceira idade, de pessoas divorciadas, das outras que decidiram viver sozinhas ou de outras maneiras, que precisam de produtos e seriços difereniaddos;

· Utilizar com maior intensidade, conhecimentos hoje já disponíveis e acessíveis de várias áreas do saber: marketing, psicologia, publicidade, relações publicas, direito, saúde, etc.;

· Acreditar em novas tecnologias, processos gereciais, técnicas que vão aumentar sua produtividade, qualidade e competitividade;

· Acreditar no trabalho em equipe, com profissionais competentes é fundamental;

· Acreditar em você mesmo, evoluir, desenvolver, inspirar-se para se tornar necessário para o mercado;

· Acreditar num novo mundo globalizado, com uma avalanche de informações e conhecimentos, nos novos hábitos e costumes que estão evidenciando uma nova concepção de como perceber e fazer as coisas;

· Havemos de ser discípulos de *Decartes, começar pelas verdades finais para chegar as verdadescausais e trabalhar com elas;

· Assim como participar, relacionar, ler, viajar e estar com a intuição afinada;

· É preciso acreditar em um mundo melhor, holistico, ecologico, enfim, acreditar numa energia superior que estará nos levando para uma outra dimensão melhor..

E por fim, precisamos ser questionadores, descrente de tudo que falam por aí, em todo tipo de mídia, nos otimistas de plantão, nos cheios de verdades inconcistentes, mas sobretudo acreditar que exisstem oportunidades, boas intenções, pessoas boas, e possibilidade de você atingir suas metas e ser feliz.


Adilson Rodrigues


#tupodessequiseres

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo